Simmons College: Ensinando estatística com o Minitab há quase 40 anos

Dr. Robert Goldman é professor de estatística na Simmons College em Boston, Mass., há 43 anos. Durante quase todo esse tempo, ele ensina estatística com o Minitab Statistical Software.

Prédio da Simmons College 

Uma das primeiras escolas a integrar o Minitab em seu currículo de estatística, no final dos anos 1970, a Simmons College tem a reputação de estar na vanguarda do ensino de estatística. Por exemplo, a faculdade introduziu recentemente a graduação em bioestatística, que ensina os alunos a aplicar os métodos de estatística para melhorar a saúde pública e reduzir doenças.

"Graduamos cerca de 20 bioestatísticos nos últimos três ou quatro anos e quase todos conseguiram empregos ao sair da faculdade", observa Goldman. "Muitos foram para o campo médico e conseguiram empregos plenos com resultado de estágios que conseguiram através da Simmons".

Goldman tem uma influência importante na abordagem voltada ao futuro da Simmons para o ensino de estatística. Após obter se doutorar em estatística na Harvard, Goldman foi o primeiro estatístico empregado pela Simmons. "Desde o início, eu adorava e ainda adoro lecionar", diz Goldman. "Mas, através da minha experiência na Harvard, eu sentia que realmente precisava de apoio técnico na forma de um bom software".

Quando começou a lecionar, Goldman explica, o Minitab claramente se destacava entre as limitadas opções de software de estatística disponíveis. "Parecia muito mais administrável pelos alunos do que outros softwares disponíveis e outra coisa que também ajudou era que Ryan e Joiner tinham um excelente livro-texto sobre como usar o Minitab", ele observa. "Quando experimentamos, descobrimos que o Minitab era acessível e tinha bom suporte e desde então usamos ele".

Publicado em 1976, o Manual do Minitab que Goldman se refere detalhava como o Minitab poderia ser usado em sala de aula. Escrito por Brian Joiner e Barbara Ryan (dois dos três estatísticos da Penn State que criaram a primeira versão do Minitab em 1972), o manual permitia que os alunos reduzissem a necessidade fazer cálculos estatísticos complicados manualmente, para que pudessem se concentrar no valor prático da estatística e no significado de suas análises.

"O Minitab ajuda a tornar a estatística mais significativa", diz Goldman. "É uma alegria usá-lo e acho que os alunos estão surpresos com a facilidade para começar e fazer análises tão sofisticadas no início do curso introdutório".

O Minitab Statistical Software é prevalente no campus da Simmons e é usado frequentemente nas aulas de estatísticas da instituição. "O Minitab está disponível nos dormitórios, em todas as bibliotecas e temos um grande número de salas de aula com o Minitab no computador", diz Goldman. "À medida que ilustramos um tópico, fazemos com que os alunos extraiam os dados e façam a análise no Minitab; assim, usamos o software ativamente na sala de aula, ele está totalmente integrado a nosso ensino no nível introdutório".

Goldman e seus colegas contam também os recursos da ajuda dentro do software, incluindo o StatGuideTM, que ajuda os alunos a interpretar os resultados de suas análises e centenas de conjuntos de dados de exemplo que podem ser acessados diretamente do Minitab para demonstrar e explicar ferramentas estatísticas importantes. Goldman, com Dr. John McKenzie da vizinha Babson College, escreveu duas edições do "The Student Guide to Minitab" (Guia do Aluno para o Minitab), que ele usa também em suas aulas para ajudá-lo a lecionar estatística a seus alunos.

A Simmons College foi fundada em 1899 e é uma pequena faculdade de artes liberais para mulheres no nível de graduação, mas oferece ensino misto no nível de pós-graduação.

"A Simmons foi fundada para fornecer ocupações para mulheres nos dias em que elas não tinham muitas opções", diz Goldman. "Sempre tivemos orgulho por combinar cursos práticos e acadêmicos para nossos alunos. A estatística é perfeita para isso, pois há uma teoria legal por trás e ela também é imensamente prática e traz emprego às pessoas, o que é muito, muito importante".

Goldman diz que o crescimento da estatística na faculdade ao longo dos anos anteriores reflete o florescimento do assunto tanto no meio acadêmico, quando fora dele.

"Os dados se tornaram mais amplamente disponíveis e mais necessários", diz Goldman. "É mais importante que nunca, atualmente, compreender as ideias estatísticas na assistência médica e medicina baseada em evidências. Os dados estão em toda a parte, muito mais que há apenas 20 anos.

"As carreiras que envolvem análise estatística são bem pagas e a procura supera em muito a oferta", continua Goldman. "Vivemos em um mundo quantitativo e as pessoas confortáveis com o tratamento de dados são aquelas que conseguirão os empregos. Acho que os alunos estão começando a enxergar isso".

Goldman lembra que ele mesmo iniciou sua educação fora da estatística. "Comecei como economista", diz ele. "Ingressei na London School of Economics na graduação e ia me formar em economia, mas fiz um curso de estatística e fiquei tão possuído por sua utilidade e por quão interessante ela era, que mudei para estatística".

Mas, por que estatística?

"A estatística é uma bela maneira de usar suas habilidades qualitativas, pois combina a elegância da matemática e teoria e isso é incrivelmente prático", diz Goldman. "Ela nos ajuda a responder perguntas realmente importantes".

Ao usar esse site, você concorda com a utilização de cookies para análises e conteúdo personalizado. Leia nossa política

OK