O NSCCHS usa o Minitab para fornecer conhecimento estatístico à equipe pelo programa “STaMP”

 
 

O Northern Sydney Central Coast Health Service (NSCCHS) começou a realizar projetos de aprimoramento de qualidade em várias de suas 11 principais instalações em meados dos anos de 1990. Esses esforços, que aplicaram técnicas de controle do processo estatístico (SPC) para monitorar e reduzir a variabilidade dos processos de atendimento à saúde, se mostraram muito bem sucedidos. Mas embora os projetos tenham beneficiado o NSCCHS e demonstrado que a análise estatística podia ser um importante componente para melhorar a vida dos pacientes, também revelaram uma necessidade de educação direcionada e suporte contínuo para membros da equipe que precisavam usar a estatísticas para lidar com os desafios de qualidade. Em resposta, o NSCCHS desenvolveu e lançou um Programa abrangente de Métodos e Pensamento Estatístico, conhecido como “STaMP.” Nos dez anos desde a fundação do STaMP, o programa aumentou significativamente a compreensão estatística entre a equipe, fornecendo a seus membros as ferramentas necessárias para transformar dados estatísticos em conhecimento e atendimento aprimorado para os pacientes. Para converter seus dados em resultados, a organização conta com o Minitab Statistical Software.

Desafio

O boletim eletrônico STATUM contém dicas e recursos para usar o software Minitab com mais eficiência, e foi apenas uma das técnicas de treinamento que os organizadores do STaMP usaram para ensinar seus profissionais a analisarem os dados.

Em 1996, uma equipe de aprimoramento de qualidade do Hospital Royal North Shore do NSCCHS usou as ferramentas de qualidade para reduzir o tempo de pacientes da maternidade no hospital, depois do parto. O projeto reduziu significativamente a estadia das pacientes e rendeu ao hospital o prêmio por Gerenciamento de Qualidade na conferência da Sociedade Internacional do Atendimento à Saúde com Qualidade naquele ano. No entanto, as oportunidades eram limitadas para a equipe de aprimoramento de qualidade do Royal North Shore expandir a iniciativa para além da maternidade do hospital – e mais ainda para as outras 10 instalações do NSCCHS. Os dados eram coletados em toda a organização, mas poucos membros da equipe eram treinados para executar e aplicar princípios estatísticos.

"Uma pesquisa com a equipe revelou que estávamos afogados em dados, mas tínhamos poucas informações sobre o que eles significavam", afirma Helen Ganley, analista de qualidade do NSCCHS.

Ganley e uma equipe de outros analistas de qualidade do NSCCHS desenvolveram um plano para instituir iniciativas de qualidade em toda a organização. Sua meta era aprimorar a capacidade da equipe de transformar com eficiência dados em conhecimento e agir apropriadamente sobre as ideias para aprimorar o atendimento do paciente. Seu desafio era criar um programa que permitiria à equipe usar estatística para maximizar o atendimento do paciente sem incomodar os membros da equipe com a necessidade de torná-los verdadeiros estatísticos.

Como o Minitab ajudou

Quando o programa STaMP começou, o NSCCHS selecionou o Minitab Statistical Software como principal componente de sua implementação. A interface de usuário simples do Minitab, combinada com seu abrangente sistema, de ajuda facilitou o treinamento da equipe, independentemente do seu know-how estatístico. Como a meta principal do STaMP era ensinar e treinar uma grande quantidade de pessoas para produzir análise estatística, a licença corporativa do Minitab para o NSCCHS tornou o software acessível em toda a organização. Logo, o primeiro grupo de alunos do programa estava usando ferramentas como gráficos de controle, histogramas e diagramas de dispersão para analisar e interpretar dados.

Um gráfico de execução do Minitab foi usado para comparar dados de pesquisa da equipe de 2004 a 2009 e mostrou aos analistas de qualidade que, depois do STaMP, o número de profissionais que concorda fortemente em usar o conhecimento estatístico em seu trabalho diário aumentou em mais de 30%.

Para sustentar seu conhecimento estatístico e expandir habilidades da equipe com o tempo, os fundadores do STaMP organizaram vários tipos de treinamento contínuo usando o Minitab:

  • o STaMP realiza workshops regulares do Minitab para treinar a equipe sobre as várias facetas do software. Os workshops são ensinados com o exclusivo StatGuide™ do Minitab, que oferece orientação prática e fácil de compreender para a interpretação de resultados de análise, tabelas e gráficos.
  • Analistas de qualidade desenvolveram o "Kit de Sobrevivência" do Minitab para a equipe que está aprendendo a usar o software. O kit inclui planilhas de trabalho com o Minitab, informações sobre gráficos de qualidade e ferramentas de qualidade, e apêndices que ajudam a equipe a navegar e escolher a técnica adequada de análise de dados.
  • O boletim eletrônico trimestral do programa, o STATUM, apresenta informações estatísticas técnicas e um manual do tipo "como fazer" de ferramentas estatísticas avançadas, links para recursos e informações de desempenho do NSCCHS e dicas de uso do Minitab de forma mais eficiente e eficaz.
  • Treinamento e consultas privadas estão disponíveis para todos os participantes de análise de dados da equipe.

Os analistas de qualidade que gerenciam o programa também praticam o que pregam: quando estavam prontos para avaliar o sucesso do STaMP com base na eficácia das ferramentas de treinamento como seminários e os boletins STATUS, eles usaram o Minitab para isso. Os gráficos de Pareto do Minitab, os gráficos de execução e os boxplots criados a partir dos dados de pesquisa da equipe ajudaram a constatar rapidamente que o conhecimento estatístico da equipe havia aumentado como resultado do STaMP. Esse resultado do Minitab ajudou a identificar oportunidades de aprimorar o treinamento e os materiais.

O NSCCHS usou várias ferramentas do Minitab, incluindo este gráfico de Pareto, para analisar os dados da pesquisa e identificar novas oportunidades de treinamento.

Resultados

Antes do STaMP, poucos membros do NSCCHS eram treinados para aplicar estátistica no local de trabalho e muitos se sentiam inseguros de executar qualquer tipo de análise de dados. Agora, a equipe está usando o Minitab para aplicar facilmente as técnicas estatísticas, independentemente de seu conhecimento estatístico anterior. Uma pesquisa recente indica que desde a implementação do STaMP, a equipe, que concorda veementemente que o uso de seu conhecimento estatístico no trabalho diário aumentou mais de 30%.

Enquanto o NSCCHS se beneficia do número crescente de pensadores estatísticos confiáveis e treinados, o STaMP produz vários casos de sucesso de aprimoramento de qualidade, incluindo um aumento na qualidade do atendimento de pacientes com feridas. Outro projeto mais recente diminuiu a quantidade de erros de rotulação e coleta de sangue dos internados, o que impede que pacientes recebam tratamentos desnecessários, que geram custos desnecessários, e permaneçam mais tempo no hospital que o necessário.

O STaMP se estabeleceu como um premiado programa, recomendado para uso em ambientes clínicos de todo o mundo. Mas o melhor de tudo é que, facilitando para a equipe a aplicação do poder do Minitab Statistical Software para o aprimoramento de qualidade, o STaMP melhora a vida dos pacientes do hospital.

 

ORGANIZAÇÃO

Northern Sydney Central Coast Health Service (NSCCHS)

VISÃO GERAL

  • 11 importantes instituições de saúde
  • Atende uma população de 1,1 milhão de pessoas
  • Equipe de 14.000 membros
  • Abrange 2.500 quilômetros quadrados

DESAFIO

Criar um programa para treinar a equipe a usar estatística e maximizar o atendimento do paciente.

PRODUTOS USADOS

Minitab® Statistical Software

RESULTADOS

  • Implementou um programa de treinamento estatístico bem sucedido
  • Aprimorou o atendimento do paciente nas instalações
  • Programa premiado
 

Ao usar esse site, você concorda com a utilização de cookies para análises e conteúdo personalizado. Leia nossa política

OK